Fênix

 

 Editorial   Artigos & Resenhas   Expediente   Contato   Normas   Edições Anteriores  Indexadores
 

UMA DOENÇA AMERICANA? A LEISHMANIOSE TEGUMENTAR E A CONSTRUÇÃO DA MEDICINA TROPICAL NO BRASIL (1909 – 1927)

Denis G. Jogas Junior
Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz
denis.jogas@hotmail.com

RESUMO: Este trabalho tem por objetivo analisar debate científico, ocorrido nas primeiras décadas do século XX, a respeito das diferentes manifestações patogênicas que passariam a ser agrupadas, em 1906, sob a denominação de leishmanioses e, em especial, aquelas consideradas “americanas”. O processo de construção de conhecimento científico sobre esse grupo de moléstias mobilizou médicos e instituições de pesquisa de diferentes nacionalidades que se dedicavam a institucionalização do campo da medicina tropical. Envolvidos em uma controvérsia sobre a caracterização de quadros clínicos e agentes patogênicos individualizados do continente sul-americano, os pesquisadores interessados na problemática representada pelas leishmanioses buscavam entender os motivos pelos quais as manifestações patogênicas observadas nestes territórios apresentavam características diferenciadas quando comparadas aos quadros de leishmaniose cutânea conhecidos na Europa, Ásia e África.

PALAVRAS-CHAVE: história da medicina tropical – leishmanioses – construção do conhecimento científico


AN AMERICAN DISEASE? THE TEGUMENTARY LEISHMANIASIS AND THE BUILDING OF TROPICAL MEDICINE IN BRAZIL (1909 – 1927)

ABSTRACT: This work aims to analyze scientific debate occurred in the first decades of the twentieth century, about the different pathogenic manifestations that would be grouped in 1906 under the name of leishmaniasis and in particular, those considered “American”. The process of building scientific knowledge about this group of diseases mobilized doctors and researchers of different nationalities who were dedicated to the institutionalization of the field of tropical medicine. Involved in a controversy about the characterization of clinical manifestations and pathogenic agents of the South American continent, researchers interested in the problem posed by leishmaniasis sought to understand the reasons for which the pathogenic manifestations observed in these territories had different characteristics when compared to the frames of cutaneous leishmaniasis known in Europe, Asia and Africa.

KEYWORDS:
history of tropical medicine – leishmaniasis – building scientific knowledge

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.