Fênix

 

MenuMaker
 

ESCOLA SEM PARTIDO COMO INSTRUMENTO DE FALSA FORMAÇÃO

Nivaldo Alexandre de Freitas
Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT
nivafreitas@gmal.com

RESUMO: Este artigo objetiva discutir o papel que o movimento Escola Sem Partido pode ter na formação humana caso o projeto de lei que o torna efetivo seja aprovado no Congresso Nacional. O argumento que se defende é que o Escola Sem Partido é mais um instrumento da falsa formação, pois ele limita a liberdade e a consciência, já que a formação de sujeitos autônomos pressupõe experiência do pensamento mediante o contato afetivo com o diferente, o que é vetado pelo projeto em questão. Procurase mostrar que a prática docente colocada em suspeição é algo antigo que traz consigo a regressão da formação humana, articulado às novas demandas econômicas. Termina-se apontando que o projeto encoraja uma proposta conservadora de formação meramente técnica, para a adaptação a um mundo do trabalho já em declínio e, por isso, contribui para a falsa formação. O artigo se fundamenta nos autores da Teoria Crítica.

PALAVRAS-CHAVE: Autonomia – Falsa formação – Teoria Crítica – Escola Sem Partido

NON-PARTY SCHOOL AS INSTRUMENT OF FALSE FORMATION

ABSTRACT: This article aims to debate the role that the movement named Non-Party School (Escola Sem Partido) might have on the human formation in case the bill is approved in the National Congress. The main claim is that the Non-Party School is another instrument of false formation, since it limits freedom and consciousness, since the formation of autonomous individuals requires thought experiment through emotional contact with the different, which is vetoed by the project in question. Seeks to show that the teaching practice put on suspicion is something old that causes the regression of human formation, articulated the new economic demands. Finally, it points out that the project encourages a conservative proposal for merely technical training, to adapt to a world of work already in decline and therefore contributes to the false formation. This analysis draws on critical theory.

KEYWORDS:
Autonomy – False formation – Critical Theory – Non-Party School .

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.