Fênix

 

MenuMaker
 

O ALMANACH LITTERARIO DE SÃO PAULO: ESPAÇO DE SOCIABILIDADE INTELECTUAL E CRÍTICA AO SISTEMA POLÍTICO IMPERIAL

Rubens Arantes Corrêa
Instituto Federal de São Paulo – IFSP/ campus Birigui
rubens.arantes65@gmail.com

RESUMO: Entre 1876 e 1885, excetuando os anos de 1882 e 1883, veio à público na capital paulista, o Almanach Litterario de São Paulo, por iniciativa de José Maria Lisboa, tipógrafo lusitano de origem. Inserido numa antiga tradição desse tipo de publicação, o caso do almanaque paulista teve como particularidade o fato de reunir ao longo de seus oito volumes publicados grupo de intelectuais identificados com repertório de oposição ao sistema político imperial dominante. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é o de resgatar a história desta publicação situando-a no contexto de crise do Império e de transição para a República. O tratamento conceitual que se pretende aplicar no contexto deste trabalho é o de sociabilidade intelectual desenvolvido por Jean-François Sirinelli, no âmbito da história dos intelectuais, combinado com o de repertório, elaborado por Charles Tilly, a partir da perspectiva da sociologia da cultura.

PALAVRAS-CHAVE: Almanaque. Intelectuais. Repertório


THE ALMANACH LITERARY OF SÃO PAULO: SPACE OF INTELLECTUAL AND SOCIAL CRITICISM OF THE IMPERIAL POLITICAL SYSTEM

ABSTRACT: Between 1876 and 1885, except for the years 1881 and 1882 came public in the city of São Paulo, the Almanack Litterario of São Paulo, at the initiative of Jose Maria Lisboa, Lusitanian typesetter. Housed in an old tradition of this type of publication, the case of São Paulo Almanac had the particularity the fact gathering throughout its eight volumes published group of intellectuals identified with opposition repertoire of the dominant imperial political system. In this sense, the objective of this work is to rescue the history of this publication by placing it in the context of the empire’s crisis and moving into the republic. The conceptual treatment intended to be applied in the context of this work is the intellectual sociability developed by Jean-François Sirinelli within the history of intellectuals, combined with the repertoire, prepared by Charles Tilly, from the perspective of the sociology of culture.

KEYWORDS:
Almanac. Intellectuals. Repertoire

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.