Fênix

 

MenuMaker
 

CIRCULAÇÃO E A COMUNIDADE DE LEITORES NAS PRINCIPAIS CAPITAIS BRASILEIRAS (1950-2014) DA OBRA PARTO NATURAL

Lilian Fernandes Arial Ayre
Universidade Federal de Viçosa – UFV
lilian.ayres@ufv.br

Wellington Mendonça de Amorim
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO
amorimw@gmail.com

RESUMO: O artigo é um estudo histórico na perspectiva da História Cultural, no qual foram utilizados textos de Roger Chartier. O objetivo foi analisar o processo de circulação e a comunidade de leitores da obra Parto Natural: Guia para os futuros pais, publicada em meados do século XX. Acredita-se que o livro Parto Natural teve boa entrada na cultura brasileira daquela época, uma vez que houve um número repetido de edições em nove anos. Lendo, manejando e se apropriando da obra, compreende-se que as estratégias editoriais buscaram um número maior e mais diversificado de leitores: mulheres, homens, alunos e profissionais da área da saúde. Por meio da materialidade e da estética do livro, foram constatados indícios de leituras, intenções contrastadas e leitores diversos. Elas, conjuntamente, produziram de uma maneira despercebida, ou não, uma ampliação da comunidade de leitores, desenhando fronteiras culturais totalmente imprevisíveis e inéditas dentro e fora do campo obstétrico.

PALAVRAS-CHAVE: História Cultural – Circulação - Comunidade de Leitores - Parto Normal


CIRCULATION AND READING COMMUNITY IN BRAZIL’S MAIN CAPITALS (1950-2014) FOR THE PUBLICATION ‘PARTO NATURAL

ABSTRACT: In this historical study, under the lens of Cultural History, the texts of Roger Chartier were used. The objective is to analyze the process of circulation and reading community for the work ‘Parto Natural: um guia para os futuros pais (Natural Childbirth: A Guide for Future Parents), published in the middle of the 20th century. It is believed that the book Natural Childbirth probably made a large impression on Brazilian Culture in the middle of the 20th century for the repeated times it was edited and published over nine years. Reading, manipulating and appropriating the work, one understands that editorial strategies look for a greater and more diversified number of readers: women, men, students and health professionals. Through the materiality and aesthetics of the book, evidence of readings, contrasting intentions and diverse reading public became notable. These factors were able to produce, imperceptibly or not, an amplification of the reading public, giving way to totally new and unexpected cultural frontiers from both within and beyond the field of obstetrics.

KEYWORDS:
Cultural History – Circulation - Reading Community - Natural Childbirth

 

abrir  download

 
Fênix - Revista de História e Estudos Culturais | ISSN: 1807-6971 | Todos os direitos reservados.