ARTIGOS


- Joaquim Nabuco, Epicteto e a Abolição da Escravatura -
Aldo Lopes Dinucci



- Da Aethiopia à Africa: As Idéias De África, do Medievo Europeu à Idade Moderna - Anderson Ribeiro Oliva



- Religião, Migração e Páginas na Internet: Apostolado Brasileiro, os Carismáticos e os Migrantes em Massachusetts - Ana Claudia Ribas



- João Batista de Andrade e o Jornalismo Televisivo Durante a Ditadura Militar - Alcides Freire Ramos



- Mimese e Tradição em Cyrano de Bergerac: um Olhar “Lunático” Sobre o Mundo no Século XVII - André Luis Bertelli Duarte



- Entre Heterodoxos e Ortodoxos: Notas Sobre Catecismos Dialogados na Europa e Nas Colônias no Século XVI - Cândida Barros



- Educação para o Turismo: Preservação da Identidade Regional e Respeito à Cultura Imaterial - Cláudia Steffens De Castro



- De Seduzidas a Sedutoras: Uma Análise Discursiva Sobre a Feminilidade e Valores Culturais e Morais no Seridó do Rio Grande do Norte, Presente nos Processos-Crime de Sedução e Defloramento e no Jornal das Moças (1900-1945) - Edivalma Cristina Da Silva



- Babel: Una Lectura Antiimperialista - Hamlet Fernández Díaz



- Em Carrancas, Sujeitos se Encontram e se Desencontram - Isaías Pascoal



- Permanência da Promessa de Felicidade: Um Esquema Interpretativo da Nota de Classes da “Linha Evolutiva” Musical Brasileira -
Manoel Dourado Bastos



- Pintura Realista Russa no Século XX – A Construção da Realidade Proletária - Marcos Henrique Silva



- A Constituinte de 1946: A Bancada Udenista e a Reinterpretação do Tempo - Mayara Paiva De Souza



- Gesta Principium Polonorum: Cultura e Poder no Mundo Eslavo Medieval - Paulo Roberto Romanowski



- A Peça Histórica no Âmbito das Formas Teatrais Pós-Dramáticas: Uma Breve Análise da Encenação Wallenstein do Coletivo Teatral Alemão Rimini-Protokoll - Stephan Baumgärtel



- Autor, Texto e Contexto: A História Intelectual e o ‘Contextualismo
Lingüístico’ Na Perspectiva De Quentin Skinner - Vanderlei Sebastião De Souza



RESENHAS

 

- Imagens na História: Sensibilidades, Significados e Representações -
Leilane Aparecida Oliveira




- Ibsen e o Novo Sujeito da Modernidade - Maria Abadia Cardoso



- Helvécio Ratton e o Cinema Brasileiro - Jailson Dias Carvalho

 

EDITORIAL

É com imensa satisfação que lançamos mais um número da Fênix – Revista de História e Estudos Culturais (Volume 5, Ano V, Número 4 – Outubro / Novembro / Dezembro – 2008).

O site www.revistafenix.pro.br entrou no ar em dezembro de 2004 com o objetivo de trazer ao público leitor uma publicação que se caracterizasse pela agilidade, universalidade e gratuidade. Essa preocupação, porém, não encerrava as expectativas depositadas na sua criação. Pelo contrário, o grande propósito era tornar acessível uma publicação capaz de incentivar a interlocução acadêmica e a ampla divulgação de pesquisas instigantes e de alto nível, procurando traduzir a dinâmica e a diversidade dos diálogos interdisciplinares da pesquisa histórica e dos Estudos Culturais.

Os resultados positivos obtidos com esse projeto, considerando também a atual edição, materializam-se na publicação de TRINTA E TRÊS (36) RESENHAS e DUZENTOS E QUARENTA E SETE (247) ARTIGOS, oriundos de diferentes estados do Brasil: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Distrito Federal.

Ademais, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais acolheu onze (11) dossiês, a saber: Chico Buarque & Vianinha: arte e política no Brasil Contemporâneo (organizado pela Editoria), História Oral (organização de Paulo Roberto de Almeida), Homenagem a Jorge Andrade – 50 anos d'A Moratória: Encruzilhadas da Literatura e da História (organização de Diógenes Maciel), Cinema-História (organização de Sheila Schvarzman), Teoria da História (organização de Pedro Spinola Pereira Caldas), História e Visualidades (organização de Alcides Freire Ramos), Teorias do Espetáculo e da Recepção (organização de Robson Camargo), Mundo Romano (organização de Ana Teresa Marques Gonçalves), Estudos Literários (organizado pela Editoria), História da Ciência (organização de Antonio Augusto Passos Videira) e História Cultural & Multidisciplinaridade (organizado por Sandra Pesavento, Mônica Pimenta Velloso e Antonio Herculano).

Vale salientar que, ao longo desse período, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais deu passos decisivos para a sua consolidação no meio acadêmico. Isto pode ser afirmado não somente por ter sido incluída no Portal de Periódicos de Acesso Livre da CAPES e em um importante indexador internacional, o DOAJ - Directory of Open Access Journals, ambas ocorridas em 2006, mas também pelo fato de ela ter melhorado sua avaliação no QUALIS CAPES. Tudo isso contribuiu para o aumento de seu impacto junto à comunidade acadêmica nacional e internacional das áreas de História, Letras e Artes.

Como comprovação dessa melhora merece destaque o aumento considerável da remessa de artigos, a predominância da colaboração de doutores e o recebimento de artigos internacionais. Outro indicador importante para a avaliação das atividades desenvolvidas nesses últimos anos diz respeito ao número de visitas ao site www.revistafenix.pro.br, isto é, até o momento, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais recebeu mais de TREZENTAS MIL (300.000) consultas, assim divididas: 70% dos acessos originam-se do Brasil, e os 30% restantes são internacionais (Portugal, EUA, México, França, Itália, Espanha, Alemanha, Suécia, Inglaterra, entre outros).

Além disso, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais concorreu a recursos de Edital de apoio a publicações científicas e, com base no bom desempenho desses últimos anos, recebeu em 2007 suporte financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Por fim, cabe sublinhar que, como coroamento de todo esse processo, em 2008, recebeu apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), tendo em vista a liberação das verbas previstas no Edital 07/2007, referente ao Programa de Apoio a Publicações Científicas e Tecnológicas.

Entretanto, é preciso que se diga: muito pouco teria sido feito sem o envolvimento da Secretaria Executiva e dos Conselhos Editorial e Consultivo. O desprendimento e a coragem dos diretamente envolvidos nessa empreitada foram de grande importância para o bom encaminhamento dos trabalhos, mantendo a qualidade editorial e publicando artigos de excelência. Acima de tudo, devemos aqui registrar uma especial menção aos nossos leitores e colaboradores: sem eles, nada disso teria sido possível. Por esta razão, queremos expressar nossos mais sinceros agradecimentos a todos aqueles que, acessando o site ou enviando seus artigos, contribuíram e contribuem para que a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais tenha sido tão bem recebida.

Com efeito, mais um bom exemplo dessa afirmação pode ser verificado neste número, que ora vem a público. Nele, o leitor encontrará excelentes contribuições que se materializam nos artigos dos seguintes pesquisadores: Aldo Lopes Dinucci, Anderson Ribeiro Oliva, Ana Claudia Ribas, Edivalma Cristina da Silva, Hamlet Fernández Díaz, Isaías Pascoal, Alcides Freire Ramos, André Luis Bertelli Duarte, Cândida Barros, Cláudia Steffens de Castro, Manoel Dourado Bastos, Marcos Henrique Silva, Mayara Paiva de Souza, Paulo Roberto Romanowski, Stephan Baumgärtel, Vanderlei Sebastião de Souza.

Como se isso não bastasse, na Seção dedicada às resenhas, os nossos leitores poderão conferir avaliações críticas de três publicações que são, de fato, instigantes. Primeiramente, temos a resenha assinada por Jailson Dias Carvalho, na qual o autor faz uma apreciação muito competente do livro Helvécio Ratton: o cinema além das montanhas (São Paulo: Imprensa Oficial, 2005). Em seguida, Leilane Aparecida Oliveira, de maneira cuidadosa, mostra a relevância da obra Imagens na História, (São Paulo: Hucitec, 2008). Igualmente importante é a avaliação de Maria Abadia Cardoso acerca de mais um lançamento da Editora Perspectiva, Ibsen e o novo sujeito da modernidade, de Tereza Menezes.

A expectativa em relação a esse novo número é a de que ele tenha aceitação semelhante aos anteriores.

Mais uma vez, agradecemos pelos artigos enviados e, antecipadamente, pelo apoio na divulgação deste periódico.

Boa leitura a todos!

Alcides Freire Ramos, Rosangela Patriota e Pedro Spinola Pereira Caldas

Editores da Fênix Revista de História e Estudos Culturais