ARTIGOS


- Composição pontos pretos sobre fundo verde-vermelho: os fazeres artísticos e históricos dos sem-teto em Brasília, de 2000 a 2006.
Sainy C. B. Veloso


- Maquiavelismo: a teoria e o adjetivo
Ricardo Luiz de Souza

- Reformas pombalinas e o iluminismo em Portugal
Sandra Aparecida Pires Franco


- O perfil dos intérpretes da Companhia de Jesus no Japão e no Brasil no século XVI
Cândida Barros e
Toru Maruyama

- Bossuet e Luís XIV: Justiça, bons exemplos e bem comum. Virtudes fundamentais ao príncipe cristão para o fortalecimento de seu poder
Maria Izabel B. Morais Oliveira


- Linguagens artísticas (Cinema e Teatro) e o ensino de História: caminhos de investigação
Alcides Freire Ramos e Rosangela Patriota

- Documento Inédito: História do Jornal Astro de Minas pela pena do Padre José Marinho
Alex Lombello Amaral

- Mulheres, modernidade e sufrágio: Uma aproximação possível
Mônica Karawejczyk


DOSSIÊ "HISTÓRIA CULTURAL & MULTIDISCIPLINARIDADE"


- Apresentação do Dossiê “História Cultural & Multidisciplinaridade”
Sandra Jatahy Pesavento

- Uma cidade sensível sob o olhar do “outro”: Jean - Baptiste Debret e o Rio de Janeiro (1816 - 1831)
Sandra Jatahy Pesavento


- O controle à publicação de livros nos séculos XVIII e XIX: uma outra visão da censura
Márcia Abreu

- Aimé-Adrien Taunay: um artista romântico no interior de uma expedição científica
Maria de Fátima Costa

- O Encoberto da Vila do Príncipe (1744-1756): milenarismo-messianismo e ensaio de revolta contra brancos em Minas Gerais
Luiz Carlos Villalta

- “É quase impossível falar a homens que dançam”; representações sobre o nacionalpopular
Mônica Pimenta Velloso

- Martins Pena e o dilema de uma sensibilidade popular numa sociedade escravista
Antonio Herculano Lopes

- O folheto popular e as revistas ilustradas: os circuitos de comunicação cidade / sertão na virada do século XIX para o século XX
Sylvia Regina Bastos Nemer


- O cronotopo e a inserção da história na narrativa de Dyonélio Machado
Márcia Helena Saldanha Barbosa


- A cidade e o dinheiro representados nas obras de Georg Simmel e de Dyonélio Machado
Mauro Gaglietti

- A cidade “ao rés do chão”: os cariocas e as cariocas por Sérgio Porto e Stanislaw Ponte Preta”
Cláudia Mesquita

- Entre o fascínio e o horror: a literatura catástrofe em Goiás Eliézer Cardoso de Oliveira

- Memória e contemplação no universo de Mario Quintana: deslocamentos por espaços e tempos ampliados pelo imaginário poético Jeniffer Cuty

- Cangaço e Cangaceiros: histórias e imagens fotográficas do tempo de lampião
Marcos Edílson de Araújo Clemente

- O anti-Macunaíma: Mário de Andrade e a mitificação de Delmiro Gouveia
Dilton Cândido Santos Maynard

- Entre a História e a Literatura: as múltiplas letras, os múltiplos tempos, os múltiplos olhares em Graciliano Ramos
Cristiano Cezar Gomes da Silva


RESENHAS


- Paixão e rigor: o olhar de Luiz Nazario pelos corpos de Pasolini
Aline Ludmila de Jesus


- Subterrâneos do Autoritarismo – de Graciliano Ramos a Nelson Pereira dos Santos: uma proposta de estudo de Tânia Nunes Davi
Talitta Tatiane Martins Freitas


 

 





EDITORIAL

É com imensa satisfação que lançamos mais um número da Fênix – Revista de História e Estudos Culturais (Volume 4, Ano IV, Número 4 – Outubro / Novembro / Dezembro – 2007).

O site www.revistafenix.pro.br entrou no ar em dezembro de 2004 com o objetivo de trazer a público uma publicação que se caracterizasse pela agilidade, universalidade e gratuidade. Essa preocupação, porém, não encerrava as expectativas depositadas na sua criação. Pelo contrário, o grande propósito era tornar acessível uma publicação capaz de incentivar a interlocução acadêmica e a ampla divulgação de pesquisas instigantes e de alto nível, procurando traduzir a dinâmica e a diversidade dos diálogos interdisciplinares da pesquisa histórica e dos Estudos Culturais.

Os resultados positivos obtidos com esse projeto, considerando também a atual edição, materializam-se na publicação de vinte e quatro (24) resenhas e cento e sessenta e sete (167) artigos, oriundos de diferentes estados do Brasil: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Distrito Federal.

Ademais, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais acolheu onze (11) dossiês, a saber: Chico Buarque & Vianinha: arte e política no Brasil Contemporâneo (organizado pela Editoria), História Oral (organização de Paulo Roberto de Almeida), Homenagem a Jorge Andrade – 50 anos d' A Moratória: Encruzilhadas da Literatura e da História (organização de Diógenes Maciel), Cinema-História (organização de Sheila Schvarzman), Teoria da História (organização de Pedro Spinola Pereira Caldas), História e Visualidades (organização de Alcides Freire Ramos), Teorias do Espetáculo e da Recepção (organização de Robson Camargo), Mundo Romano (organização de Ana Teresa Marques Gonçalves), Estudos Literários (organizado pela Editoria), História da Ciência (organização de Antonio Augusto Passos Videira) e História Cultural & Multidisciplinaridade (organizado por Sandra Pesavento, Mônica Pimenta Velloso e Antonio Herculano).

Vale salientar que, ao longo desse período, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais deu passos decisivos para a sua consolidação no meio acadêmico. Isto pode ser afirmado não somente por ter sido incluída no Portal de Periódicos de Acesso Livre da CAPES e em um importante indexador internacional, o DOAJ - Directory of Open Access Journals, ambas ocorridas em 2006, mas também pelo fato de ela ter melhorado sua avaliação no QUALIS CAPES. Tudo isso contribuiu para o aumento de seu impacto junto à comunidade acadêmica nacional e internacional das áreas de História, Letras e Artes.

Como comprovação dessa melhora, deve-se destacar o aumento considerável da remessa de artigos, a predominância da colaboração de doutores e o recebimento de artigos internacionais. Outro indicador importante para a avaliação das atividades desenvolvidas nesses últimos anos diz respeito ao número de visitas ao site www.revistafenix.pro.br, isto é, até o momento, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais recebeu mais de oitenta e três mil (83.000) consultas, assim divididas: 70% dos acessos originam-se do Brasil, e os 30% restantes são internacionais (Portugal, EUA, México, França, Itália, Espanha, Alemanha, Suécia, Inglaterra, entre outros).

Além disso, a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais concorreu a recursos de Edital de apoio a publicações científicas e, com base no bom desempenho desses últimos anos, foi contemplada e já está recebendo suporte financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Por fim, cabe sublinhar que, como coroamento de todo esse processo, em 2008, receberá apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), tendo em vista a liberação das verbas previstas no Edital 07/2007, referente ao Programa de Apoio a Publicações Científicas e Tecnológicas.

Entretanto, é preciso que se diga: muito pouco teria sido feito sem o envolvimento da Secretaria Executiva e dos Conselhos Editorial e Consultivo. O desprendimento e a coragem dos diretamente envolvidos nessa empreitada foram de grande importância para o bom encaminhamento dos trabalhos, mantendo a qualidade editorial e publicando artigos de excelência. Acima de tudo, devemos aqui registrar uma especial menção aos nossos leitores e colaboradores: sem eles, nada disso teria sido possível. Por esta razão, queremos expressar nossos mais sinceros agradecimentos a todos aqueles que, acessando o site ou enviando seus artigos, contribuíram e contribuem para que a Fênix – Revista de História e Estudos Culturais tenha sido tão bem recebida.

Com efeito, mais um bom exemplo dessa afirmação pode ser verificado neste número, que ora vem a público. Nele, o leitor será motivado a conhecer melhor a contribuição dos pesquisadores brasileiros que se dedicam à História Cultural graças ao Dossiê organizado por organizado por Sandra Pesavento, Mônica Pimenta Velloso e Antonio Herculano e que é composto por artigos de Sandra Pesavento, Márcia Abreu, Maria de Fátima Costa, Luiz Carlos Villalta, Mônica Pimenta Velloso, Antonio Herculano, Sylvia Regina Bastos Nemer, Márcia Helena Saldanha Barbosa, Mauro Gaglietti, Cláudia Mesquita, Eliézer Cardoso de Oliveira, Jeniffer Alves Cuty, Marcos Edílson de Araújo Clemente, Dilton Cândido Santos Maynard e Cristiano Cezar Gomes da Silva.

Como se isso não bastasse, ao consultar a seção livre, o leitor entrará em contato com o sedutor artigo de Sainy C. B. Veloso, que investiga o diálogo interdisciplinar da História com a Arte, discutindo a intervenção dos sem-teto no espaço modernista da cidade de Brasília. Por outro lado, os interessados nas questões relativas à História Moderna terão a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos a partir da leitura dos artigos de Ricardo Luiz de Souza, Sandra Aparecida Pires Franco, Cândida Barros / Toru Maruyama e Maria Izabel B. Morais Oliveira. Ainda na seção livre, os nossos leitores poderão encontrar o artigo de Alcides Freire Ramos e Rosangela Patriota, o qual lança questões provocativas sobre o diálogo entre as linguagens artísticas (especialmente Cinema e Teatro) e o ensino de História. Completando essa seção, Alex Lombello Amaral e Mônica Karawejczyk apresentam reflexões instigantes acerca da História brasileira. O primeiro, voltando-se para o século XIX, discute aspectos da História da Imprensa, e a segunda enfoca a inclusão das mulheres como atores na vida política, centrando sua análise na questão da participação feminina nas eleições.

Na Seção dedicada às resenhas, os nossos leitores poderão conferir avaliações críticas de dois lançamentos recentes: os livros de Luiz Nazario (Todos os corpos de Pasolini. São Paulo: Perspectiva, 2007), e Tânia Nunes Davi (Subterrâneos do Autoritarismo. Uberlândia: Edufu, 2007).

A expectativa em relação a esse novo número é a de que ele tenha aceitação semelhante aos anteriores.

Mais uma vez, agradecemos pelos artigos enviados e, antecipadamente, pelo apoio na divulgação deste periódico.

Boa leitura a todos!

Alcides Freire Ramos, Rosangela Patriota e Pedro Spinola Pereira Caldas

Editores da Fênix – Revista de História e Estudos Culturais