A LIBERDADE DE EXPRESSÃO DO INDIVÍDUO COMO MANIFESTAÇÃO CULTURAL:
OS CLUB KIDS E A CONTRACULTURA ESTADUNIDENSE NO FINAL DO SÉCULO XX

  • Maria Cecília Barreto Amorim Pilla
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR
  • ceciliapilla@yahoo.com.br
  • Lucas Santos Rosa
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR
  • lucas.s.rosa@hotmail.com

RESUMO: O artigo aborda a liberdade de expressão no cenário estadunidense entre as décadas de 1980 e 1990 na comunidade club kid. Debate-se o conceito de cultura e sua diferença para contracultura, assim como o amparo realizado por órgãos internacionais de proteção aos direitos humanos. Utiliza-se do documentário Party Monster, filmagens amadoras e entrevistas em talk-shows ainda na década de 1990 para a análise de fontes, assim como é realizada uma interpretação da legislação estadunidense quanto a liberdade de expressão e discurso de ódio, como forma de segregar minorias. É aplicado o método indutivo através da pesquisa documental.  Chega-se à conclusão que um dos motivos do movimento clubber ter seu fim ser por conta de transformações internas entre seus adeptos.

Palavras-chave: Liberdade de expressão – Club Kid – Contracultura.

BECKER, Howard S. Outisders: estudo de sociologia do desvio. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BENNET, Andy; PETERSON, Richard A. Music Scenes: local, translocal and virtual. Nashville: Vanderbilt University Press, 2004.

BUCKLAND, Fiona. Impossible dance: club culture and queer world-making. Middletown: Wesleyan University Press, 2002.

BRUGGER, Winfried. Proibição ou Proteção do Discurso do Ódio? Algumas observações sobre o Direito Alemão e o Americano. Revista do Direito Público: Brasília, v. 15, n. 117, jan-jun 2007. Disponível em: <www.dspace.idp.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/541> Acesso em: 29 Jun. 2017.

COMPARATO, Fabio Konder. Fundamento dos Direitos Humanos. São Paulo: Instituto de Estudos Avançados da USP, 1997. Disponível em: <www.dhnet.org.br/direitos/anthist/a_pdf/comparato_fundamentos_dh.pdf> Acesso em: 28 Jun. 2017.

EAKLOR, Vicki Lynn. Queer America: a GLBT History of the 20th Century. Westport: Greenwood, 2008.

ELIAS, Norbert. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, 1992.         

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.       

HAAS, Ingrid Freire. A promoção da diversidade cultural para o diálogo e o desenvolvimento da sociedade internacional. Belo Horizonte: PUCMG, 2009. Disponível em: <www.biblioteca.pucminas.br/teses/Direito_HaasIF_1.pdf> Acesso em: 20 Jun. 2017.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro, 1996.

LEARY, Timothy. Foreword. In: Counterculture through the Ages: From Abraham to Acid House. New York: Villard Books, 2004.

OWEN, Frank. Clubland: the fabulous rise and murderous fall of Club Culture. New York: St. Martin’s Press, 2003.

RODRIGUES, Rita de Cássia Colaço. De Daniele a Chrysóstomo: Quando travestis, bonecas e homossexuais entram em cena. 2012. Tese (Doutorado em História). Universidade Federal Fluminense, Niterói.

SILVA, Júlio César Casarin Barroso. Liberdade de expressão e expressões de ódio. São Paulo: Revista Direito GV, jan – jun 2015. p. 48. Disponível em: <www.scielo.br/pdf/rdgv/v11n1/1808-2432-rdgv-11-1-0037.pdf> Acesso em: 28 Jun. 2017.

STROPPA, Tatiana; ROTHENBURG, Walter Claudius. Liberdade de expressão e discurso do ódio: o conflito discursivo nas redes sociais. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM: Santa Maria, v. 10, n. 2, dez. 2015. p. 451. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/revistadireito/article/view/19463>. Acesso em: 28 jun. 2017. 

THOMÉ, Luciano. Contracultura: o conceito, sua história e seus problemas. Santa Cruz do Sul: XIII Encontro Estadual de História da ANPUH RS, 2016. p. 2. Disponível em: <www.eeh2016.anpuh-rs.org.br/resources/anais/46/1476382682_ARQUIVO_Contracultura.pdf> Acesso em: 22 Jun. 2017.

THORNTON, Sarah. Club Cultures: Music, media and subcultural capital. Middletown: Wesleyan University Press, 1996.

PARTY MONSTER. Direção: Fenton Bailey e Randy Barbato. New York: World of Wonder Productions, 1999.

YOUTUBE. New York Club Kids on Phil Donahue talkshow 1993 (complete TV show). YouTube, 2014.  
Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=llnSZqNGJtk&t=> Acesso em: 27 Jun. 2017.

Fechar Menu