HISTÓRIA ORAL – UMA JANELA PARA A NARRATIVA DE WALTER BENJAMIM

  • Priscila de Lima Alonso
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • prilonso@terra.com.br

RESUMO: Este trabalho pretende analisar de que forma a narrativa, segundo a reflexão benjaminiana, pode ser construída através da metodologia da história oral e do analisar da memória. Walter Benjamin escreveu que a narrativa era uma arte em extinção. Para ele, a extinção da narrativa tradicional estava associada ao declínio de uma tradição e de uma memória comuns, que sustentavam a existência de uma experiência coletiva, ligada ao tempo partilhado no trabalho e no cotidiano da vida. Ao analisar suas reflexões, inferimos que três elementos comuns à narrativa benjaminiana – seu sentido de abertura, a temporalidade e a experiência de vida – podem ser recuperados através das entrevistas advindas da metodologia da história oral, viabilizando a elaboração de uma nova narrativa.

PALAVRAS-CHAVES: Walter Benjamin; História oral; Narrativa; Memória; Experiência.

ALBERTI, Verena. De “versão” a “narrativa” no Manual de história oral. História Oral, v. 15, n. 2, p. 159-166, jul.-dez. 2012.

ALBERTI, Verena. Manual de História Oral. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora, FGV, 2013 (ebook).

AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas – Magia e técnica, arte e política. 3. ed. São Paulo. Editora Brasiliense, 1987. 1 v.

BENJAMIN, Walter. O narrador – considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas – Magia e técnica, arte e política. 3. ed. São Paulo. Editora Brasiliense, 1987. 1v.

CRUIKSHANK, Julie. Tradição oral e história oral: revendo algumas questões. In:  AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

FRANÇOIS, Etienne. A fecundidade da história oral. In:  AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Prefácio – Walter Benjamin ou a história aberta. In: BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas – Magia e técnica, arte e política.3. ed. São Paulo. Editora Brasiliense, 1987. p. 7-19. 1v.

JOUTARD, Philippe. História oral: balanço da metodologia e da produção nos últimos 25 anos. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

KONDER, Leandro. Walter Benjamin: o marxismo da melancolia. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

LOZANO, Jorge Eduardo Aceves. Prática e estilos de pesquisa na história oral contemporânea. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

PORTELLI, Alessandro. O massacre de Civitella Val di Chiana: mito e política, luto e senso comum. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

ROUSSO, Henry. A memória não é mais o que era. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

THOMSON, Alistair; MICHAEL Frisch; HAMILTON, Paula. Os debates sobre memória e história: alguns aspectos internacionais. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. (Orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8. ed. RJ: Editora FVG, 2006.

VENSON, Anamaria Marcon; PEDRO, Joana Maria. Memórias como fonte de pesquisa em história e antropologia. História Oral, v. 15, n. 2, p. 125-139, jul.-dez. 2012.